6 de mar de 2010

A abertura da convenção da NADA de 2010 – Continuação

Já o presidente e CEO da Volkswagen, Stefan Jacoby, revelou que a marca está alocando volumosos investimentos no mercado norte americano para alcançar a meta de produzir 800 mil unidades anuais até 2018.

Para atingir a essa ousada meta de crescimento, disse Jacoby, a Volkswagen foca cinco pilares: produção, organização, produtos, marca e a rede de distribuição. Segundo ele, a marca saiu da décima sexta para a quinta posição no ranking de satisfação dos concessionários americanos com o fabricante alemão.

Para o bem humorado CEO da Autonation Michael Jackson, o varejo automotivo terá que se adaptar e a uma nova fase. Encantar os consumidores, que estão mais seletivos na hora da compra, será um dos grandes desafios. Para ele, o “sistema push de produção” (que parte do princípio que a pressão dos estoques ajuda a vender) precisa ser repensado.

Para ele, o setor automotivo deve se espelhar no modelo de varejo do Walmart: ouvir o consumidor para saber o que produzir. E concluiu: “Nós não podemos perder a oportunidade de oferecer ao cliente, carros que atendam às suas necessidades”. Fazendo, quem sabe, referência à indústria automobilística japonesa e coreana que vem crescendo no mercado norte americano.

Nenhum comentário: