7 de jul de 2010

O aprender com a desclassificação da seleção brasileira de futebol


O time era mesmo competitivo e favorito ao título? Ao longo dos anos, o futebol de outras nações desenvolveu-se enormemente. Evoluímos na mesma proporção? Pode ser que sim, pode ser que não! A verdade é que para vencer nos dias atuais, o time precisar contar com atletas disciplinados, talentosos, bem preparados fisica e taticamente. Não basta ter alguns que fazem a diferença, é preciso que todos façam a diferença.

Ajustando o foco para a competitividade doméstica, podemos nos questionar: estão realmente, as nossas empresas bem preparadas no campo estratégico, tático e operacional? Contamos com equipes talentosas ou estamos tentando motivar pessoas com pouco preparo intelectual e emocional para vencer “na força e na raça”?

Motivar gente desprerada é um remédio que pode até dar bons resultados, mas não significa a cura para desempenho medíocre. Motivar e pressionar gente desqualificada para vencer é como acelerar o carro para que vá mais rápido, sem conhecer o destino. É provável que você chegue bem rápido aonde não pretendia chegar, ou seja, a lugar nenhum.

Pense nisso e ótima dia,

Nenhum comentário: