16 de dez de 2009

Se você não conduzir a vida ela conduzirá você

Não importam as “condições metereológicas” em que você está navegando. O mar pode estar revolto ou apenas soprando uma leve brisa. Você precisa estar “firme no leme”.

Caso contrário, vai acabar aportando em lugares indesejáveis. Durante a viagem você precisa estar sempre se perguntando:

Estou acordado para a vida?
O que falta para eu acordar?
Estou falando menos e produzindo mais?
O que falta para eu mudar a minha atitude?
Estou assumindo todos os riscos em busca dos meus sonhos?
Tenho construído mais pontes e menos muros?
O que falta para eu doar-me mais e ser menos egoísta?
Estou apreciando a “viagem” com sabedoria?
Como faço para me manter motivado e motivar quem está ao meu lado?
Tenho sido mais paciente na vida para ser menos paciente no hospital?

Mais importante que estas perguntas, são as respostas que você encontrará.

Pense nisso e ótimo dia,

Nenhum comentário: